Mulheres_Cuidam_Melhor_do_Dinheiro

setembro 20, 2022 in Cartão de Crédito

Escrito por José Sanchez

Ainda que ganhem menos, as mulheres tratam melhor o seu dinheiro do que homens, principalmente quando o assunto é falar de finanças pessoais com o filho, aponta pesquisa.



ANÚNCIOS


Finanças pessoais

Quando a questão é finanças pessoais, as mulheres cuidam melhor do dinheiro do que os homens. Os dados são de uma recente pesquisa da empresa de negociação de dívidas Acordo Certo.

De acordo com o levantamento, que ouviu 1.600 pessoas, 53% dos homens entrevistados disseram que gastam mais do que deviam, ao passo que o percentual entre mulheres é menor, de apenas 48%.

Além disso, a pesquisa também mostrou que 70% das mulheres costumam dar mesada para seus filhos, contra apenas 29% dos homens, o que mostra mais atenção em relação aos cuidados com as finanças da casa.

ACORDO CERTO
CRÉDITO PESSOAL

ACORDO CERTO

EDUCAÇÃO FINANCEIRA
 
RENEGOCIAÇÃO DE DÍVIDAS
Você mais próximo da liberdade financeira!
Você será encaminhado para outro site

Mulheres estão mais atentas às finanças

Segundo a pesquisa, 89% das mulheres falam com os filhos sobre a situação financeira da família, ao passo que somente 81% dos homens entrevistados fazem isso. Ademais, as entrevistadas tratam de trabalho e da importância de guardar dinheiro com os filhos. Entre as pessoas do sexo masculino esse percentual cai para 80%.

De acordo com Bruna Allemann, educadora financeira do Acordo Certo, as mulheres são mais preocupadas com a educação financeira delas e dos filhos quando comparadas aos homens.

A especialista esclarece que esse é um dado importante, pois a educação financeira é uma ferramenta que ajuda na transformação social e tem por propósito empoderar as mulheres, dando mais segurança na tomada de decisões.


Leia também:


Ligação com a renda mais limitada

Um dos motivos que podem justificar o fato das mulheres serem mais atentas à educação financeira é que elas recebem menos que os homens e por isso precisam fazer o dinheiro esticar mais até o final do mês.

Por isso, 91% das mulheres entrevistadas disseram que antes de sair de casa já falam para os filhos que não poderão comprar nada para eles por falta de dinheiro. Esse percentual cai para 71% entre os pais.

Um dado interessante é que entre os beneficiários do Auxílio Brasil, 60% são mulheres que vivem abaixo da linha da pobreza. Portanto, o cenário de adversidade faz com que elas tenham que frear mais os gastos.

A importância da educação financeira em casa

É de referir que a educação financeira é um tema importante para ser tratado dentro de casa. Afinal, é uma forma de cuidar melhor do orçamento e até mesmo preparar os filhos para lidarem com suas finanças pessoais.

Quando os filhos aprendem desde cedo a lidar com o dinheiro, eles tomam melhores decisões durante a vida, como analisar taxas de juros antes de investir, pensar melhor antes de assumir um financiamento etc.

No Brasil a educação financeira ainda é um tema muito pouco tratado. Pois, além de não ser ensinado em casa, também não é passado na escola e isso faz com que muita gente não saiba ao certo como lidar com suas finanças.

A importância de conceitos de educação financeira

Alguns conceitos relacionados à educação financeira como a reserva de emergência são extremamente importantes. Só para situar a reserva de emergência é um valor necessário para lidar melhor com imprevistos.

Ele precisa ser igual a seis meses do seu custo de vida e tem que estar disponível em uma aplicação de resgate automático. Quanto mais as famílias tratarem desses temas com seus filhos, melhor eles vão lidar com suas finanças.

Por isso, ainda que seja um tabu olhar para o orçamento e entender para onde o seu dinheiro está indo e o que precisa ser cortado, essa é uma atitude fundamental para garantir mais saúde financeira e tranquilidade para o futuro.

Gostou deste artigo? Então compartilhe com todos os seus amigos e parentes nas redes sociais e espalhe essa informação.

Você também pode gostar... aproveite e leia também! :)

Ainda não conseguiu seu cartão? Nós te ajudamos!

>